Páginas

terça-feira, dezembro 20, 2011

A História de um Anjo - Parte 7

"(...) O medo passou pelo rosto de Phlumar. Sophio, percebendo minha estratégia anunciou a verdade:

– VOCÊ DEVE LOUVAR AO SENHOR NOSSO DEUS!
– Mas, mas, mas eu não me lembro de nenhuma das palavras.

Percebendo a real intenção de Phlumar, meus soldados começaram a rodeá-lo. Eu então me movi para mais perto e disse com firmeza:

– Certamente você está disposto a louvar nosso Mestre. Certamente você não esqueceu as canções de louvor. Abra a sua boca e confesse o nome do Senhor!
Phlumar olhava para a esquerda e para a direita, mas não encontrou saída.

– Junte-se a nós – desafiei. – Se o seu coração está realmente mudado, louve conosco.

Puxei minha espada.

– Se não, se prepare para lutar conosco
Phlumar sabia que havia sido desmascarado. Sua boca não iria – não podia – louvar o Senhor Todo-poderoso. Seu coração pertencia a Satã. Ele golpeou com seu pescoço para a próxima galáxia. Se tivéssemos apenas a nossa força, ele teria obtido sucesso. mas nós estávamos tão fortalecidos pelo alto, estávamos tão vestidos pela força de Deus, que derrotamos o demônio em um segundo.
Antes que tivéssemos a chance de atacar, sua pele encouraçada foi invadida por espadas de luz. Sua pele derretia como cera. O pouco da carne que continuava presa aos seus ossos ficou instantaneamente purulenta e infeccionada. Uma espuma caía de sua mandíbula. Ele abriu a boca e deu um uivo totalmente solitário.
– Mate-me –ele implorava com a voz agora rouca. Ele sabia que qualquer forma de morte que déssemos a ele seria graciosa em comparação à punição que o aguardava das mãos de Lúcifer.
– Os anjos mantêm um acordo para o julgamento – lembrei-o. – Apenas o Pai pode matar o eterno.
Com um giro de nossas espadas mandamos o demônio da morte para o abismo. Por um instante fiquei pesaroso por aquela criatura. Mas a mágoa foi breve quando lembrei o quão rapidamente ele seguiu o príncipe e as suas falsas promessas.
Eu ergui minha voz em louvor pela nossa vitória e pela minha salvação. Eu não podia deixar de pensar na profecia que o Pai havia me dito:

– Quanto mais esforços fizermos para trazer a semente, mais Satã irá procurar destruí-la.

Erguendo nossas mãos aos céus, nós proclamamos seu nome sobre todos os nomes e retomamos nossa jornada. Logo, chegamos ao sistema solar da Terra. Levantei a cabeça como sinal para que o exército reduzisse a velocidade. A atmosfera terrestre nos rodeava e eu procurei pelo pequeno pedaço de terra habitada pelo povo prometido.
Como este globo é precioso para ele! Pensei. Outras esferas são maiores. Outras, mais nobres. Mas nenhuma servia para Adão e seus filhos. E agora a hora da entrega havia chegado. Abaixo de mim estava a pequena cidade onde A Escolhida por Deus dormia. (...)"

                   (Max Lucado) 

CONTINUA...

Um comentário:

  1. "A Melhor mensagem de Natal é aquela que sai em silêncio de nossos corações e aquece com ternura os corações daqueles que nos acompanham em nossa caminhada pela vida."

    Beijos!!! Um Feliz Natal!!

    ResponderExcluir

Mais visitadas :)